#CATINDICA

Dicas de fotografia: Regra dos Terços e Proporção Áurea

Olá, meninas e boys mais lindos desse Brasel! Como meu assunto favorito, fiz mais um textinho sobre dica de fotografia. Espero que gostem!

Os apaixonados pela fotografia sempre buscam a cada dia saber mais sobre o assunto, seja por hobbie ou para seguir a profissão. A regra dos terços e a proporção áurea caminham juntas, mas não são a mesma coisa. Esses dois elementos se complementam, fazendo com que a fotografia se torne cada vez mais interessante aos olhos de quem a vê.

Mas lembre-se que além de todo esse estudo, a inspiração fotográfica não pode faltar. Neste post você ficará sabendo um pouco mais sobre estes mecanismos e pra que eles servem. 🙂

O que é a regra dos terços?

Sabemos que é um dos princípios mais importante e mais conhecido da fotografia. Ela faz com que a imagem fotografada seja visualmente harmoniosa e interessante para quem a vê. Ela nada mais é que um exercício visual, onde o fotógrafo deve captar o cenário de uma forma que o assunto escolhido seja o elemento de destaque.

Para entender melhor sobre o assunto, note que há uma divisão significativa em três terços verticais e horizontais para obter um total de nove quadrados. E é através dos quatro pontos do quadrado central que são revelados os quatro pontos de interesse da imagem, ou seja, serão nestas zonas que deverão ser posicionados os elementos mais atraentes a fotografar.

E isso tudo acontece por que foi constatado que uma pessoa que observa uma imagem, olha mais depressa para um dos pontos de cruzamento do quadrado central do que para o centro da foto.

O que é a proporção áurea?

Também conhecida como “divina proporção”, trata-se de uma proporção entre duas medidas, em que a diferença entre elas seja de 1,618. É uma regra usada não só por fotógrafos, mas também por arquitetos. Por traz disso, há o conceito matemático, em que determinado número é sempre a soma de dois valores anteriores. Por exemplo:

  • 0+1= 1
  • 1+1= 2
  • 1+2= 3
  • 2+3= 5
  • 3+5= 8
  • 5+8= 13

Ao dividir um desses números pelo seu anterior (a partir do número 3), o resultado será sempre próximo a 1,618, caracterizado como número de ouro. Foi a partir desta técnica que muitos artistas acreditaram que obteriam um resultado satisfatório em suas obras e trabalhos. Há indícios que o próprio Leonardo Da Vinci tenha usado esta matemática em seu famoso quadro Mona Lisa.

Proporção-Aurea-Leonardo-DaVinci

Ao passarmos esta técnica para o papel, teremos algo aproximado a isso:

proporcao-aurea

Podemos utilizá-la também para obter os quatro pontos de interesse na imagem, veja:

proporcao-aurea-invertida

Entrei em contato com o fotógrafo de casamentos, Rogério Von Kruger, e ele nos deu a sua opinião sobre qual recurso usar. “A Proporção áurea é mais difícil de ser alcançada, sendo mais viável utilizar a regra dos terços, já que esta coloca os quatro pontos de ouro muito próximo aos centros das espirais de Fibonacci.” (proporção áurea). Em muitas câmeras atuais é possível reproduzir uma camada sobreposta com a regra dos terços.

Veja a diferença entre a proporção áurea e a regra dos terços:

Proporção Áurea

proporcao-aurea

Regra dos Terços

regra-dos-tercos

Vocês podem treinar essas regrinhas em qualquer lugar meninas! Boa sorte.

You Might Also Like

2 Comments

  • Reply
    Regra dos terços – Composição fotográfica – Fotografia Básica
    fevereiro 16, 2016 at 22:11

    […] Dicas de fotografia: Regra dos Terços e Proporção Áurea […]

  • Reply
    Nicholas Arruda
    novembro 1, 2016 at 16:28

    A regra dos terços é bem mais simples, mas a proporção álrea é um pouco mais interessante e mais flexível e tão difícil de se aplicar quanto escolher qual das regras de composição optar na hora da captura da foto, entre tantas como: simétrica, linhas guias, terços e a álrea.

Leave a Reply